Google lança chamadas verificadas para combater golpes telefônicos

ESET analisa a função que, por enquanto, está disponível nos Estados Unidos, México, Brasil, Espanha e Índia

De acordo com o ESET Security Report, 60% das empresas da América Latina afirmam que sua principal preocupação é o acesso indevido à informação, seguido por roubo de informações (55%) e infecção com códigos maliciosos (53%). Mas como se evita que os mesmos usuários sejam aqueles que fornecem informações confidenciais, durante a pandemia os casos de vishing (uma farsa para o roubo de informações sensíveis que usa a metodologia VoIP – voice over IP) aumentaram consideravelmente. A ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, analisa a implementação das chamadas verificadas para combater golpes telefônicos.

Recentemente, o Google anunciou uma nova funcionalidade no Android que visa evitar spam e fraude no telefone e, ao mesmo tempo, ajudar empresas legítimas a transmitir maior confiança e segurança aos clientes. A partir desta nova função, os usuários que têm o aplicativo Google Phone configurado como padrão para gerenciar chamadas em seus dispositivos, além de confirmar que se trata de uma fonte verificada – por meio de uma marca azul -, verão o nome na tela e uma breve descrição do motivo da chamada.

Diferença entre chamada regular e verificada. Fonte: Google

Esta opção funciona com as empresas que se cadastraram para fazer parte deste programa e suas chamadas aparecerão como verificadas nos dispositivos dos clientes. As empresas que desejam fazer parte desta iniciativa e que estão nos países com cobertura (Estados Unidos, México, Brasil, Espanha ou Índia) devem se comunicar para realizar chamadas verificadas.

Os ataques de vishing aumentaram durante a pandemia. O uso dessa técnica de engenharia social para enganar os usuários por meio de chamadas telefônicas que se fazem passar por uma empresa ou instituição tem sido muito ativo. Nos Estados Unidos, agências alertaram em agosto sobre o aumento desse tipo de ataque, aproveitando o fato de que muitas pessoas estão em teletrabalho. Na América Latina também estão aproveitando esta situação onde, durante vários meses, foram registrados casos de golpes telefônicos em que se fazem passar por organizações como a Administração Nacional da Previdência Social (ANSES) ou instituições bancárias para roubar dados pessoais e dinheiro”, comenta Camilo Gutiérrez Amaya, chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET América Latina.

“É importante estar ciente das ameaças mais recentes para levar em consideração as medidas de proteção necessárias, tanto em empresas quanto para usuários domésticos. A educação é fundamental para manter a segurança dos dados: ter senhas fortes, atualizar sistemas, ter uma solução de segurança em todos os dispositivos e estar atento às informações que disponibilizamos online, ajuda-nos a desfrutar da Internet com segurança”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s