Fundação lança ferramenta gratuita de estudo de tecnologia pelo WhatsApp

unnamed

AprendiZap visa apresentar a área de programação para jovens em situação de vulnerabilidade e espera impactar 60 mil pessoas em seis meses

Ainda que o distanciamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus possa desacelerar alguns setores, a demanda por profissionais de tecnologia no país continuará crescente quando o mercado reaquecer. Pensando em dar aos jovens que se interessam por essa área um material acessível, que podem aproveitar para estudar durante a quarentena, a Fundaçã1Bi, instituição social apoiada pelo GrupMovile, lança nesta segunda-feira uma nova versão do AprendiZafocada em apresentar aos jovens o mercado de tecnologia e programação pelo WhatsApp.

Para ter acesso aos conteúdos, basta clicar nesslink, para que o usuário inicie uma conversa com um bot – a Bi – que apresenta a ferramenta e oferece opções de temas de estudo. A trilha de aprendizado passa por: informações sobre a profissão de programador; algoritmos; linguagens de programação principais conceitos de Front-end, Back-end e Dados; além de indicações de cursos (gratuitos e pagos) nos quais o estudante pode aprofundar seus conhecimentos na área.

Seguindo as escolhas do usuário, a ferramenta envia conteúdo em diferentes formatos, como textos de blogs, canais de YouTube e podcasts. A curadoria foi feita por especialistas da Movile, e a ferramenta foi desenvolvida em parceria com a Wavy, empresa do Grupo com foco em customer experience.

“Já sabemos do potencial do AprendiZap e é por isso que nossa expectativa é atingir cerca de 60 mil pessoas em seis meses. O objetivo foi criar um produto que introduzisse o mundo da tecnologia a jovens em situação de vulnerabilidade social, mostrando que essa também é uma oportunidade de carreira para eles. Sabemos que esse público tem interesse na área, então a ideia é mostrar os conceitos básicos para se familiarizarem e se animarem a seguir se aprofundando”, explica Débora Nunes, uma das responsáveis pela Fundação 1Bi.

O propósito é também olhar para o futuro e para os possíveis profissionais de tecnologia, já que de acordo com dados da plataforma de recrutamento digital Revelo, a busca, por exemplo, por desenvolvedores full stack cresceu 169% no último ano. Isso reforça o quanto este segmento tem chamado a atenção dos jovens e, por isso, a proposta da Fundação 1Bi, que tem como sonho proporcionar oportunidades para todos os jovens brasileiros, é mostrar este universo para que mais pessoas possam ter acesso às possibilidades do mercado de trabalho.

“Nós percebemos que já existe muito conteúdo de qualidade sendo produzido, o que nós precisávamos era organizar o material e encontrar uma maneira de torná-lo acessível. Escolhemos o WhatsApp porque ele já está naturalmente no cotidiano das pessoas, especialmente dos jovens e, assim, acreditamos que teremos um engajamento muito maior”, explica Débora.

Lançada em agosto de 2019, a Fundação 1Bi tem sua atuação baseada em três pilares: ensinar por meio da tecnologia; ensinar a tecnologia em si e apoiar organizações que tenham propostas semelhantes. Tais frentes completam ações de educação por meios digitais, treinamentos e parcerias com outras instituições, cursos para formação de jovens em áreas de tecnologia e programação, hackathons sociais, consultoria para ONGs, dentre outras iniciativas. Em versões anteriores, o AprendiZap impactou 33 mil pessoas.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s