Por favor Divulguem a carta da Sabrina Bina e Natália Ladislau – Bailarinas cadeirantes.

cadeirante

Á Senhora PRESIDENTE DILMA Rousseff, Governantes , FiFa, aos direitos humanos e Copa das confederações.
Meu nome é Francisca Sabrina tenho 26 anos Nasci em Brasília, filha de pais separados , 3º filha (caçula) de 3 irmãs. Tive uma infância maravilhosa . A minha adolescência foi tranquila mesmo com a separação dos meus pais. Mas a vida ainda tinha surpresas para mim. Quando cheguei aos 13 anos comecei a ter problemas de dor de coluna, andei durante anos a ser vigiada por médicos. Ninguém sabia o que eu tinha. Mas… para mim, não se passava de nada, “pensava eu ” só ‘’ me desequilibrava às vezes. Aos 15 anos, comecei a namorar, se divertir e ter uma vida normal de adolescente. Nesta altura já posso dizer que havia algo de muito errado comigo pois andava sempre cansada e notava dificuldade em andar direito. Aos meus 16 anos a coisa agravou-se. Alguns meses depois foi-me diagnosticado com uma doença Ataxia de Friedreich… não sabia o que era mas…depois de pesquisar na internet tudo ficou claro! Dos 16 anos até mais ou menos aos 17, andei sozinha, mas sempre com muita falta de equilíbrio e medo de cair. A partir daí, caía muito, mesmo agarrada ás coisas, então passei a usar uma cadeira de rodas. Custou-me muito a aceitar. Era o fim da minha vida. Chorei muito. ‘’ PERDI MINHA ADOLESCÊNCIA’’ O que me deu força para continuar foi a minha família E AMIGOS (AS). Eles eram ainda a minha vida e a minha razão de existir e lutar.
Os anos foram passando, e todo dia precisava enfrentar o desafio de vencer limites , tristeza e preconceitos e com isso a minha doença foi-se agravando. E a vida continuava a recusar-me . Mas um dia isso mudou, felizmente, finalmente. Fui fazer parte de um grupo de dança para cadeirantes (ASAS PARA DANÇAR) É esse grupo que me apoia , que me dá alegria e que me ajuda a levar uma vida com mais alegria com mais dança. É com o grupo que vou para apresentações de um lado para outro…Hoje Graças a DEUS temos uma agenda lotada de apresentações ( teatros, universidades, hospitais, praças, órgãos públicos e etc).
Se assim não fosse estava presa no meu próprio corpo, provavelmente confinada a uma cama e a usa fraldas. Não é uma imagem agradável e não gosto de pensar nisso…
Preciso de uma coisa para mudar a minha vida, preciso de liberdade e independência, mas acima de tudo preciso de saúde. Preciso de pernas para andar, salvo seja, isto é. Preciso de oportunidades e reconhecimento e que há vida sobre a cadeira de rodas. Que danço, que namoro, que amo e sonho.
Eu e meu grupo dança, ensaiamos toda semana no Instituto AvivArte e em um dos encontros ficamos sabendo da cerimonia da copa das confederações. Lemos o regulamento e decidimos fazer nossa inscrição ficamos ansiosos e fomos para a audição em Brasília na escola CIEF na 908 sul. Ao final da audição veio a má noticia do resultado não fomos selecionados por sermos ESPECIAIS CADEIRANTES. Sei que pela mídia o estádio tem acessibilidade para quem vai assistir. Mas programar uma cerimonia com participação de mais de 2600 brasilienses e não ter pensado em nenhum momento no espetáculo para ACESSIBILIDADE isso é inaceitável. Criar meia entrada para especial e não pensar em tê-los na cerimonia… A minha pergunta é : QUERO JUNTO COM MEU GRUPO DE CADEIRANTES PARTCIPAR DA CERIMONIA de ABERTURA. COMO FAÇO SENHORA PRESIDENTE DILMA Rousseff, COMO FAÇO SENHOR GOVERNADOR DO DF? COMO FAÇO ORGANIZADORES E COREOGRÁFOS? Como faço direitos humanos? COMO FAÇO FIFA? Como faço imprensa? Pensaram na acessibilidade do estádio mas não pensaram na cerimonia. Quero uma resposta!! NÃO QUERO SÓ ASSISTIR AO JOGO Sou brasiliense maior DE IDADE, cadeirante, artista e bailaria (inclusiva). Quero junto com meu grupo uma oportunidade de participar desse momento ÚNICO. Quero mostrar para meus familiares, amigos e para o BRASIL que posso sim viver sem LIMITES! Sai da audição arrasada em ver meu grupo fora da cerimonia, vi integrantes chorando, revoltados com a falta de preocupação em ter pessoas especiais na abertura.
Por isso, PEÇO a todos os que lerem este desabafo , peço uma coisa. Ajudem-me, Divulguem esta é minha história, esta é a causa do meu grupo de dança. Se todos os que lerem estas palavras derem uma pequena contribuição, ajudarem a divulgar, todos podem ajudar a mudar várias histórias.
A minha vida não tem sido fácil, e se continuar desse jeito provavelmente nunca vai ser. Sonho em fazer uma faculdade (moda) , sonho em ter uma cadeira automatizada, sonho em casar, sonho em ter filhos, sonho EM PARTICIPAR NO ELENCO DA CERIMONIA DA COPA, SONHO em viver UMA VIDA SEM LIMITES.. Acredito que a maior parte das pessoas, líderes, governantes, presidentes nascem com uma alma boa e que se estiver ao seu alcance vão ajudar alguém que busca a valorização e reconhecimento de ter uma vida SEM LIMITES E COM ACESSIBILIDADE. Acredito na bondade das pessoas. Acredito no coração humano. Acredito em vocês.

Nome: FRANCISCA SABRINA DE SOUSA ARAUJO CPF 01278752120 INSCRIÇÃO:3804 .(Audição da copa das confederações) dia 30/04
Tel: 61 82123856 ou 82458454 ou 99898800

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s